Como cultivar Cannabis indoor: Um guia para iniciantes

Tempo de leitura: 7 minutos

 

hemp-phytoremediation-2

Nos últimos anos, o debate sobre o uso da Cannabis, seja para fins medicinais ou mesmo recreativo como uma forma de diminuir o tráfico de drogas no Brasil, tem crescido bastante. E, com isso, uma dúvida que sempre persiste na cabeça de quem se interessa pelo assunto é Como cultivar cannabis indoor.

E você, sabe como funciona o cultivo indoor da Cannabis? Quais etapas esse processo envolve? Se é necessário ter uma estufa específica para esse cultivo? Ou qual fertilizante é o melhor?

Pois bem, embora sejam muitas questões envolvendo o mesmo assunto, saiba que o Cultivo da Cannabis não é algo tão complicado quanto parece.  

Você só precisa seguir os passos certos!

E para lhe ajudar nesse sentido, preparamos nesse post um passo a passo simplificado ensinando como cultivar corretamente a Cannabis em um ambiente indoor.

Confira! 

 

1. Como cultivar cannabis indoor – Escolha um espaço adequado para o cultivo

 

No caso do cultivo indoor, você precisará escolher um local adequado, com um tamanho razoável, que seja de fácil acesso e não retenha umidade. 

Isso porque, realizando o Cultivo Cannabis dessa forma, você consegue ter mais controle sobre a incidência de pragas. E não é preciso ter estufas profissionais para iniciar o seu cultivo indoor. 

Qualquer espaço fechado serve, seja uma garagem, bem como um cômodo vazio ou mesmo uma estufa para grow. 

As estufas de cultivo, além de serem cobertas por um material reflexivo que aumenta a incidência das luzes na planta, também controla completamente o ambiente. E isso garante uma boa entrada de ar evitando não só pragas, mas principalmente a entrada de luz no período noturno que pode acabar com a sua colheita.

 

2. Adapte todos os detalhes do ambiente

 

Este é um dos passos mais importantes do processo de cultivo da Cannabis indoor. Você precisa adaptar todos os detalhes do ambiente, tomando alguns cuidados específicos. A luminosidade é uma delas.

Evite a entrada de luz, principalmente quando as luzes do espaço estiverem desligadas. A incidência de luz no período noturno corta o período de floração da sua planta. Nesse caso, a dica é usar lonas ou outros meios que possam ajudar no controle da luminosidade.

Além disso, é preciso lembrar que a temperatura do local precisa estar uns 25°C quando a luz do ambiente estiver acesa e 20°C quando estiver desligada. Logo, outro cuidado a se pensar é instalar um sistema de exaustão assim como de refrigeração.

Dessa forma, é possível evitar que o ambiente fique quente demais ou que o ar não seja renovado, prejudicando o ciclo de desenvolvimento da planta. 

E para evitar que o cheiro da Cannabis acabe se espalhando para outros ambientes, a dica é instalar filtros de carvão em sua área de cultivo. Principalmente durante a flora.

 

3. Como cultivar cannabis indoor – Iniciando o plantio 

 

Na hora de começar o plantio, um dos cuidados sobre como cultivar Cannabis indoor que você também deve ter é na escolha das sementes ou estaquias.

f59251d83efac6dadc4c3c445a075ef9

As estaquias nada mais são do que cópias exatas da planta e são chamadas comumente de Clones. Elas são escolhidas de acordo com a qualidade que cada uma apresenta. E todas são sempre fêmeas. 

As sementes, por sua vez, podem ser armazenadas por muito mais tempo possibilitando assim que você escolha o melhor momento de plantio. 

Dentre as opções de sementes, você pode encontrar tanto sementes feminizadas, quanto sementes automáticas (auto floração) e normais.

No caso das sementes normais, como são produzidas de forma totalmente natural, elas possuem 50% de chances de serem fêmeas e 50% de serem machos ou hermafroditas. As feminizadas, por sua vez, só produzem plantas fêmeas.

E as sementes automáticas são aquelas que geram espécies híbridas. Elas são ótimas para quem deseja obter uma colheita de Cannabis em menos tempo.

 

4. Avaliando a capacidade para o cultivo

 

Uma vez escolhida a semente, o passo seguinte consiste em avaliar a capacidade da sua estufa para cultivo. 

Se você optar pelas sementes feminizadas, comece a germinação considerando o tamanho da sua estufa. Já quem vai comprar sementes regulares deve adquirir mais, pois é necessário levar em conta que há apenas 50% de chances delas se tornarem fêmeas. 

Uma vez que você tenha as sementes em mãos é necessário seguir os passos abaixo:

  1. Coloque as sementes diretamente no solo em um buraco com cerca de 1,5 a 3 cm abaixo do solo úmido; 
  2. Depois, cubra todos os buracos com a terra e depois aguarde que a natureza faça o seu trabalho. 

Esse é um dos processos mais eficientes para quem deseja evitar o estresse de ter que mudar uma planta jovem. Contudo, você precisa já se preparar para uma taxa de germinação inferior. 

 

 

5. Como cultivar cannabis indoor – Fotoperíodo

 

O fotoperíodo nada mais é do que o período de duração da noite e do dia. Muitos não sabem, mas essa planta precisa de uma quantidade 12 a 18 horas de  luz e também de escuridão.

Ou seja, você não pode simplesmente deixar as sementes expostas 24 por dia.  

No ciclo vegetativo, a Cannabis deve ficar exposta a luz por 24h ou então por 18h de luz e 6h no escuro. Já no período de floração, que é mais delicado, ela precisa se manter 12h na luz bem como 12h no escuro. É importante ressaltar que durante a floração, o período escuro deve ser realmente escuro e sem a entrada de qualquer luminosidade indireta. 

Uma das grandes vantagens do cultivo indoor é justamente que você pode induzir os dois processos. Tudo o que precisa fazer é alterar o tempo de exposição da planta a luz. E, desta forma, acelerar a sua colheita. Para ter uma ideia, uma planta no outdoor chega a demorar de 9 a 12 meses para colheita. No cultivo indoor, a metade do tempo. 

 

6. Como cultivar Cannabis indoor – Água e fertilização 

 

Não tem como cultivar Cannabis indoor sem pensar nas etapas da irrigação e fertilização. Para que a sua planta cresça de forma saudável, além da quantidade certa de água ela também precisa receber nutrientes como:

  • Nitrogênio (N);
  • Fósforo (P);
  • Potássio (K);
  • Cálcio;
  • Magnésio;
  • Ferro;
  • Cobre. 

Se por acaso você utilizar substratos chamados inertes ou com baixo EC (alimento), a fertilização se faz necessária em todas as regas. Além disso, sempre se recomenda uma rega de água a cada 5 regas com fertilizante. Esse processo ajuda a limpar as raízes dos excessos e evitar o chamado “over fert”.

Os fertilizantes são classificados em Orgânicos ou Organo-minerais. Os primeiros não são tão fortes e agressivos com a sua planta. Mas deixam aromas bem mais intensos e gostosos. Já os organo minerais tendem a dar uma colheita mais farta. Mas, seus aromas são mais perceptivos no uso da sua planta.

Agora para saber a quantidade certa de água você precisa enfiar o dedo no solo. Se o solo estiver seco a cerca de 3cm de profundidade, você deve regar. Adicione uma quantidade adequada para que a terra fique úmida e que a água escorra um pouco para o pratinho do vaso. 

Em média, você terá que esperar de 4 a 5 meses para colher os frutos do seu trabalho. Além disso, a colheita só deve ser feita quando 70% dos pequenos fios que nascem com as flores da Cannabis, também conhecidos como pistolas, estiverem na cor marrom.

Seguindo todos os passos be como dicas acima, você saberá como cultivar Cannabis indoor, mesmo sendo um iniciante no assunto. Ficou com alguma dúvida? Aproveite para deixar nos comentários!