Limpeza e sanitização: Qual o melhor para quem produz cerveja artesanal

Tempo de leitura: 7 minutos

image2.jpg

Hoje em dia, dado a explosão de Coronavírus, nos damos conta de quão importante é a limpeza e sanitização em nossas vidas. 

Quem atua na fabricação de cerveja artesanal precisa garantir a sanitização de ambientes e equipamentos. Afinal de contas, uma contaminação, ainda que simples, pode afetar diretamente uma leva inteira da bebida, e até mesmo causar outros problemas ainda mais graves.  

Por isso, se você produz cerveja artesanal, entender a importância desse processo bem como quais sanitizantes usar no ambiente é essencial não só para garantir a qualidade do produto, como para a segurança de quem vai apreciar a sua bebida. 

Qual a importância da limpeza e sanitização ?

No ramo de alimentos e bebidas, apenas uma boa lavagem não resolve a questão de higiene. Afinal de contas, existem várias bactérias que acabam se prendendo aos equipamentos e utensílios e que precisam de algo mais potente para serem removidas.

É preciso lembrar sempre que a limpeza e sanitização com sabão ou detergente é apenas o primeiro passo. Para garantir total segurança nos processos, é necessário fazer uma sanitização completa, tanto dos equipamentos, como do local. 

Além disso, é preciso ressaltar também a importância do enxágue. Até mesmo porque ninguém quer que algum componente dos produtos de limpeza acabe parando sem querer na bebida, podendo gerar não só a perda do lote, como o risco de intoxicação, certo?!

Todos os processos que envolvem a fabricação de cerveja artesanal são um prato cheio para a proliferação de microrganismos. Inclusive, alguns agentes, como as leveduras, são usados no processo para garantir a fermentação.

E, para evitar que agentes contaminantes acabem saindo do controle e prejudicando toda a sua produção, você precisa manter uma rotina diária de sanitização. Tudo, de colheres a maçanetas, precisa ser limpo corretamente para garantir a segurança e produtividade do seu negócio. 

Quais os tipos de sanitizantes mais usados e eficientes?

unnamed.png

Existem várias alternativas para usar na a limpeza e sanitização de ambientes. E cada uma delas possui finalidades específicas. Por isso abaixo fizemos um comparativo dos principais produtos usados nesse tipo de processo. 

 

  • Álcool

 

O álcool é sem sombra de dúvidas uma das opções mais acessíveis e fáceis de usar quando se trata da a limpeza e sanitização de ambientes. Ele pode ser encontrado em qualquer supermercado ou loja de produtos de limpeza e pode ser aplicado na grande maioria das superfícies. 

Essa substância tem uma ação rápida, que não deixa cheiro nem gosto em nada, o que torna a sanitização ainda melhor. Contudo, é preciso ter atenção em relação a concentração de álcool no produto que você compra. 

De modo geral, o ideal é nunca usar nenhuma abaixo de 50%. A única desvantagem do álcool é o fato dele ressecar borrachas, o que pode danificar alguns equipamentos comumente usados no processo de fabricação da cerveja artesanal. 

O ideal é o Álcool em concentração entre 60 e 70%, pois a diluição em água faz com que sua evaporação demore um pouco mais e assim permanece em contato por mais tempo. Álcool com concentração acima de 70% evaporam rápido demais e, consequentemente, não há tempo para matar todos os vírus e bactérias.

 

  • Iodo

 

Este é considerado um dos sanitizantes com melhor custo-benefício. O Iodo tem uma ação rápida e eficiente. Em apenas dois minutos você já tem um ambiente totalmente livre de microrganismos indesejados. Devido ao seu custo benefício, o iodo é muito usado quando se for necessário um volume maior de sanitizante.  

Contudo, uma das maiores dificuldades é acertar a diluição correta desse produto. Se você colocar uma quantidade pequena, não terá a ação de sanitização desejada. 

Por sua vez, se colocar uma quantidade muito elevada, o iodo pode fazer mal a saúde além de deixar algum odor ou até mesmo sabor na sua cerveja artesanal.  

 

  • Ácido peracético

 

Mais uma das opções de sanitizantes, o ácido peracético geralmente é indicado  para limpeza e sanitização biológica segura e sem qualquer risco a saúde. É muito usado em cervejarias, pois além de sanitizar o ambiente, ele também consegue neutralizar o efeito da soda cáustica. Assim, você evita que qualquer resíduo do produto, que é extremamente forte, fique na superfície. 

Contudo, ele não é a melhor alternativa para limpar alumínio e aço, pois sua ação corrosiva pode acabar danificando esses materiais. Mas, o ácido peracético pode ser usado tranquilamente em itens de plástico. 

Além disso, tenha em mente que ele exige um dos maiores tempo de ação de todos os produtos aqui citados. Você terá que aguardar pelo menos 10 minutos. Como boa prática de uso, recomenda-se sempre alternar o uso de sanitizantes ácidos e a base de iodo. 

 

  • Ácido Fosfórico 

 

Mais um dos itens que não pode faltar na rotina de limpeza e sanitização é o ácido fosfórico. Ele consegue eliminar qualquer resíduo derivado das cervejas produzidas, bem como sais minerais e até leite. 

Assim, você evita a contaminação de um lote de bebida para outro. Ele é indicado para a limpeza de tubulações de equipamentos e também tem um tempo de ação maior, cerca de 20 minutos. O seu sabor é neutro e ele também pode ser usado em diversas técnicas de acidificação do mosto.  

 

  • Soda Cáustica

 

A soda cáustica também é um excelente sanitizante utilizado em indústrias de modo geral, mas principalmente em ambientes voltados para a fabricação de cerveja artesanal. 

Ela é sem sombra de dúvidas uma das melhores opções para eliminar a grande maioria de resíduos não microbiológicos como cola de rótulos, sujeira em garrafas, excesso de lúpulo, proteína aglutinada, etc. 

No entanto, é preciso ter atenção redobrada ao usá-la, uma vez que essa substância é extremamente corrosiva e tóxica. Além disso, ela nunca deve ser usada em equipamentos, utensílios e superfícies que sejam feitas de alumínio, pois esses dois componentes em conjunto causam uma reação química adversa que vai prejudicar diretamente os itens.   

A limpeza e sanitização de ambientes durante a pandemia de Coronavírus

image1.jpg

O Coronavírus está sendo um baque em todos os setores da economia, mas principalmente no de alimentos e bebidas. Isso porque, esse é um vírus mais complicado de combater, e apenas os produtos convencionais de limpeza não dão conta de exterminá-los.

O Álcool, como dito acima, é um grande agente de limpeza e sanitização. Mas, para o COVID-19, é preciso escolher a versão mais poderosa deste produto. Somente assim é possível garantir a segurança não apenas dos processos de produção de cerveja artesanal, mas também dos funcionários e clientes. 

O COVID-19 pode sobreviver até três dias em ambientes que não são higienizados corretamente. E para combater este agente é necessário usar o álcool, mas não qualquer um. 

O tradicional álcool 46% é ineficaz para o combate desse organismo, uma vez que é necessária uma alta concentração de etanol na composição. Logo, se você quiser garantir uma limpeza e sanitização realmente eficiente no combate do Coronavírus, precisa usar a versão com concentrações entre 60 e 70%.

Importante ressaltar que versões mais puras, de 80% para cima, também não são eficientes. Isso porque, devido a sua alta concentração de álcool puro, o produto evapora muito rápido. 

Logo, o mais indicado nesse caso é o álcool a 70%. Se por acaso você não consegue encontrar mais em farmácias, compre um álcool 92%, retire 250ml do seu conteúdo original e preencha com água. Desta forma, você irá garantir ter um excelente parceiro para a sua fabricação e para a sua saúde. 

Conclusão 

Se você deseja garantir a segurança e até mesmo o faturamento do seu negócio, não deixe de tomar os devidos cuidados com a sanitização de ambientes. Assim, você garante a segurança do seu negócio, assim como mantém a qualidade da sua produção.